Arlindo Castro do Carmo fazia vendas de material de construção com preço menor que o mercado com promessas de entregas rápidas para clientes.
Foto: PM

A equipe do 30 DIP, sob a coordenação do delegado titular Mauro Soares, prendeu nesta quarta-feira (24) em flagrante delito, ARLINDO CASTRO DO CARMO, pelo crime de ESTELIONATO (crime continuado).

Arlindo  é investigado desde março de 2017, quando várias vítimas começaram a relatar que teriam sido enganadas pelo mesmo.

A fraude consistia em vender materiais de construção com preços atrativos, com valores bem inferiores aos praticados no mercado, e prometendo realizar uma entrega rápida dos materiais adquiridos, o que nunca se concretizava.

 Acontece que, mesmo após ser indiciado, juntamente com seu pai, pelos crimes de Estelionato, Corrupção de Menores e Associação Criminosa, constatou-se que os mesmos não cessaram a atividade criminosa, apenas mudaram o nome do estabelecimento comercial, que antes se chamava "Casa Azul Materiais de Construção", para "Ponto do Tijolo".

A equipe de investigação realizou várias diligências e campanas no intuito de realizar a prisão dos autores, que somente logrou êxito na prisão de Arlindo, uma vez, que os agentes começaram a abrir o estabelecimento comercial em datas e horários aleatórios.

Vale ressaltar, que o nacional Arlindo Castro do Carmo já responde a outro processo pelo crime de Estelionato na 8ª Vara Criminal.


Com informações Polícia Militar.

Qual a sua reação?



Comentários no Facebook